close
O que é uma startup mesmo?
Empresas ou PME

O que é uma startup mesmo?

A definição de startup segundo a Wikipedia é fácil de entender. “é uma empresa emergente que tem como objetivo desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio, preferencialmente escalável e repetível. Uma startup é uma empresa recém-criada ainda em fase de desenvolvimento que tem normalmente uma base tecnológica.”

Mesmo assim, volta e meia nos deparamos com “startups” que não são escaláveis, que não tem base tecnológica ou inovação e, na verdade estão muito longe de ser uma startup de fato.

Atualmente é possível encontrar desde estúdios de design até lojinhas de brigadeiro que se autodenominam startups. Muitas vezes basta ser um negócio pequeno, em fase inicial, com uso de alguma tecnologia (computador ou sous-vide) e pronto: temos mais uma startup no mercado.

Por que então tantas empresas gostam de dizer que são “startups”?

Simplesmente porque vivemos há um tempo o “boom” das startups graças a empresas que começaram pequenas (em fase alpha) e alguns anos depois ficaram bilionárias.

Todo mundo sonha ser o novo Google, a nova Apple, a nova Amazon, empresas que começaram lá no passado como startups.

Na economia, na mídia e nos negócios, startup é uma palavra muito sexy. É tão desejada e utilizada que algumas vezes o seu significado se esvai.

E isso acontece o tempo todo com palavras que entram na moda e, de repente, são aplicadas em qualquer contexto, longe de sua verdadeira conotação.

Assim como startup, o termo inovação também virou vítima da banalização. Mas isso já assunto para outro texto =)

Outra característica de uma startup é o cenário de incertezas e de riscos, já que, quando o negócio é inovador e sem parâmetros anteriores, não existe como determinar se a ideia será ou não um sucesso.

Segundo levantamento feito pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups), a quantidade de startups cadastradas na associação dobrou entre 2012 e 2017. De 2519 negócios passou para 5147 e, atualmente, já são 12 mil empresas seguindo esse modelo.

Ainda não existe uma Lei que determine ou regulamente o uso da palavra startup em um negócio (mas, aguardem, porque essa Lei já está sendo discutida).

De qualquer maneira, é importante que as empresas utilizem o termo corretamente por uma questão de imagem, seja para não mostrar ignorância, seja para não passar vergonha.