close
Como as startups mais espertas preparam seu time no processo de due diligence.
Due Diligence - Empresas ou PME

Como as startups mais espertas preparam seu time no processo de due diligence.

O sonho universal de quase toda startup é atrair o capital do investidor. Para isso acontecer, é como um game: o empreendedor precisa passar por diversas fases. E uma das mais cruciais para o dinheiro cair na conta é a due diligence. Um processo que pode acabar com o negócio ou alavancá-lo, já que se trata de uma uma verificação final da integridade de todos os aspectos do negócio e da equipe.

Enquanto alguns empreendedores não se preparam para a due diligence, assumindo que tudo já foi dito e explicado por meio do plano de negócios e os resultados até o momento, outros chegam a fazer sessões de treinamento exaustivas com a equipe, incluindo clientes, para criar uma imagem consistente da empresa.

No entanto, nenhum e nem outro são o caminho ideal. Nossa sugestão é se preparar de forma coerente, seguindo o meio termo, como fazem as startups mais espertas.

Os fundadores precisam se lembrar de que a due diligence sempre envolve visitas na empresa, discussões informais com alguns ou todos os membros da equipe, fornecedores e clientes.

Se tiver conflitos dentro da equipe, visões diferentes da estratégia ou evidência de processos e ferramentas ausentes, o processo de investimento provavelmente será encerrado.

Mesmo quando o empreendedor acredita que está tudo bem, é preciso se preparar tendo em mente como as pessoas são fundamentais nesse processo. Vale a pena um check list:

1. A equipe toda está atualizada sobre o plano?

Compartilhe com sua equipe o documento atualizado com o plano de negócios. Confira se todos os processos de negócios estão documentados e integrados. E lembre-se: se todo mundo tem uma visão diferente da realidade, não existe realidade.

2. Seu time sabe o que está acontecendo?

Não deixe que o processo de due diligence seja uma surpresa para sua equipe. De forma motivada, esteja disponível para responder a perguntas e explicar os pontos positivos e negativos do processo de investimento.

3. Já reservou um tempo para revisar e resolver qualquer questão do seu pessoal?

O investidor precisa ser avisado com antecedência se houver pendências que precisam ser resolvidas ou conflitos que possam ficar aparentes durante o processo de due diligence. Certifique-se de que as pessoas da sua startup tenham currículos e referências no Linkedin atualizados. Tudo isso poderá ser observado e analisado pelo time de due diligence.

4. Já visitou clientes, parceiros e fornecedores?

O processo de due diligence pode ser uma boa oportunidade para validar a satisfação e o nível de suporte da sua empresa. Se encontrar problemas em aberto que não podem ser resolvidos imediatamente, saia na frente e comunique aos investidores – já com um plano de ação -, em vez de esperar que isso seja descoberto por eles.

Photo by Austin Distel on Unsplash