close
Como agregar valor ao negócio com ativos intangíveis gerados internamente
Dicas e Curiosidades - Due Diligence - Empresas ou PME

Como agregar valor ao negócio com ativos intangíveis gerados internamente

Photo by Headway on Unsplash

Como o nome sugere, ativos intangíveis são aqueles que não possuem substância física ou corpórea, mas têm valor econômico, como por exemplo avaliação de uma marca, a base de dados, a propriedade intelectual e tantos outros direitos associados a uma Organização da Economia Digital.

De acordo com as normas contábeis é possível que gastos incorridos no desenvolvimento interno de um ativo intangível, como por exemplo um software, sejam registrados no ativo não circulante da empresa. A norma prevê que apenas os gastos para o desenvolvimento sejam ativados, ou seja, gastos com pesquisas prévias e demais gastos incorridos após a conclusão do referido ativo, devem ser registrados como despesas quando incorridos.

Assim sendo, a empresa que realizar o registro do ativo intangível gerado internamente deve comprovar e demonstrar que este ativo irá gerar prováveis benefícios econômicos futuros, sejam eles representados por futuras receitas ou redução de despesas.

Minimamente uma vez ao ano, os ativos intangíveis gerados internamente, sem vida útil definida, devem ser submetidos ao teste de recuperabilidade (impairment), justificando que os benefícios econômicos futuros daquele ativo são iguais ou superiores ao seu valor de registro.

Infelizmente, ainda não há previsão legal para que os ativos intangíveis gerados internamente sejam registrados ao seu valor justo. Os ativos intangíveis de maneira geral (gerados internamente ou não), somente poderão ser registrados pelo seu valor de mercado (valor justo), quando houver uma combinação de negócios, onde a empresa adquirente fará os devidos registros dos ativos adquiridos, ou caso o referido ativo seja alienado entre empresas não pertencentes ao mesmo grupo econômico, atendendo às normas contábeis aplicáveis.

 

Como ativos intangíveis geram valor ?

A contabilização adequada de um ativo intangível gerado internamente traz inúmeros benefícios para a empresa, tais como, aumento na lucratividade do negócio, melhora de indicadores importantes de desempenho índice de endividamento geral, índice de solvência, aumento na geração potencial de caixa (EBITDA), dentre outros.

Por isso é altamente recomendável o planejamento contábil  desde o início das operações, identificando oportunidades e analisando a melhor maneira de demonstrar as operações do seu negócio, agregando valor e utilizando a contabilidade como ferramenta estratégica para tomada de decisão.